Marketing digital humano: o que é tendência agora?

Marketing digital humano: o que é tendência agora?

A imersão de 3 dias no RD Summit, que aconteceu no começo do mês em Florianópolis, trouxe uma série de aprendizados e novas ideias com relação ao que se espera da produção de conteúdos digitais para os próximos anos. É complexo resumir mais de 100 palestras, keynotes e trocas de conhecimento em mais de 30 horas de evento. Mas o que pode-se afirmar é: o marketing precisa tornar-se cada vez mais humano. 

A humanização dos conceitos que trabalhamos em planejamentos de marketing digital é a saída para tornar campanhas e conteúdos em estratégias efetivas para atrair o público que está saturado de mesmice e cada vez mais segmentado por meio de algoritmos.

 

Entregue o que o seu público quer consumir, no formato que ele quiser

“Se você continuar produzindo o mesmo tipo de conteúdo nos próximos dez anos, com certeza a sua estratégia vai morrer”. Essa frase do especialista em produção de conteúdo digital, Rafael Rez, aponta o que precisamos levar em consideração com relação à produção de materiais para divulgar nossas marcas a partir de agora. 

Muitos falam em a era da voz, com a popularização dos podcasts e conteúdos de áudio em plataformas como o Spotify. Mas é complexo limitar-se à voz e entregar somente isso aos consumidores. 

A voz é um dos caminhos. Mas também existem os textos, os vídeos, os infográficos e todas as formas de conteúdo que precisam ser levadas em consideração para produzir um conteúdo que engaje e que o usuário tenha vontade de consumir. 

Somente a voz não garante nada. Tampouco o texto ou o vídeo. É a partir da união de todos os esforços de geração de conteúdo on-line que teremos uma experiência efetiva para o usuário que, mais do que nunca, quer – e deve – ter poder de escolha de como consumir o que a sua marca vai falar na internet. 

E de nada a adianta a produção de todos esses conteúdos se a qualidade não for um diferencial. Há recordes de postagens em todas as redes sociais e plataformas todos os dias. Por exemplo, são 277.777 publicações no Instagram a cada minuto em todo o mundo. 

O seu conteúdo tem um diferencial? Porque os robôs do Google vão privilegiar ele a outro semelhante? Está lançado o desafio!

 

O e-mail marketing morreu?

O tema e-mail marketing é recorrente nas edições do RD Summit. Não por menos, afinal, a Resultados Digitais, responsável pela edição do Summit, oferece a plataforma RD Station que, entre as possibilidades, realiza a automação e envio de e-mail marketing. 

Mas ao contrário de outros anos, em 2019 o e-mail marketing ganhou um ressignificado durante as palestras. Ann Handley, uma das palestrantes mais aclamadas dos 3 dias, fez questão de reforçar a importância do envio de conteúdos relevantes por e-mail marketing é uma prova de que as pessoas querem receber conhecimento em suas caixas de entrada. 

Mais do que nunca a personalização de conteúdos torna-se um diferencial quando temos uma rede cada vez mais monitorada por algoritmos que nos forçam a ler, ouvir ou assistir somente produções pré-determinadas. 

O usuário escolhe aquilo que ele quer receber na sua caixa de entrada, da mesma forma como determina o que é spam e se descadastra. Por isso, esse é o melhor momento para planejar e executar novas formas de personalizar conteúdos de e-mail marketing com o objetivo de aproximar pessoas e fazer com que o marketing torne-se mais humano.

 

Por

Estrutura de Comunicação

Estratégias Digitais Integradas


Somos especialistas em comunicação digital completa para a sua empresa ter ainda mais valor.


Receba conteúdos especiais

Assine nossa
newsletter

Preencha os campos abaixo