Comunicação, relacionamento com o mercado e avaliação de empresas

Muitas são as premissas e conceitos que envolvem um processo de avaliação de uma empresa na busca da identificação do seu valor. A financeira, por exemplo, atua na busca do profundo nível de conhecimento do modelo de negócios, produtos e serviços, ciclo operacional, necessidade de capital de giro, impacto de contingências futuras e investimentos. Conceitos de avaliação reconhecidos pelo mercado como o de “CAPM” (Capital Asset Pricing Model), bem como análises de transações de fusões e aquisições (M&A) já realizadas para determinação de múltiplos de mercado (Comps Analysis), auxiliam a extrair recomendações sobre a melhor estratégia de negociação e procedimentos que possam ser implementados e que tenham impacto positivo sobre o valor ou num processo de reestruturação da empresa. Perfeito! Sim, perfeito, porém, são poucos os relatórios finais de um valuation e de planos de reestruturação/recuperação que recomendam com objetividade as premissas e conceitos metodológicos do uso da comunicação.

Não foram poucas as operações de M&A ou de reestruturação de empresas em que saber se comunicar com o público alvo fez toda diferença. O mercado tem que saber o que a sua empresa pretende fazer. Cada vez mais se mostra fundamental as empresas apresentarem conteúdos relevantes ao mercado, não apenas para melhor posicionar um produto, serviço ou uma marca, mas também extrapolar os efeitos da mídia espontânea para consumo e eventual gerenciamento de crise.

Nos deparamos frequentemente com matérias na imprensa especializada que ressaltam as melhores práticas de governança corporativa, gestores, planos de expansão, análises de balanços, entre outras notícias que buscam informar não só o consumidor final, mas sim fornecedores, parceiros comerciais, instituições financeiras e outros potenciais players estratégicos sobre os rumos de diversos segmentos da economia.

É muito estratégico que as empresas sejam também reconhecidas por excelência na gestão e por resultados financeiros e operacionais, informações que as colocam oficialmente no radar de potenciais investidores. As empresas que investem permanentemente num plano de comunicação não necessariamente querem ser compradas, mas entendem a importância de ter uma assessoria de imprensa atuante para manter o mercado informado das suas reais condições e intenções, ou seja, adotam uma política de relacionamento e consequente prospecção de oportunidades e parceiros para o desenvolvimento do negócio.

Estamos vivenciando um momento de incertezas na economia. Muitos já afirmam que a crise está instalada e tempos mais difíceis virão. Momento clássico para identificar os frutos que muitas empresas estão colhendo por terem adotado a política de comunicação permanente através da publicação de conteúdos relevantes nos mais diversos veículos de comunicação, tornando-se referências positivas de formadores de opinião e impactando diretamente no reconhecimento de empresas preparadas para enfrentar o que de pior ou melhor está por vir.

Muitos são os caminhos para construir tais premissas, como fazer bem feito o que se propõe, porém, transmiti-las para um mundo globalizado, sem fronteiras e com uma infinidade de oportunidades e adversidades, cabe a um bom plano de comunicação. O mundo globalizado é muito mais do que só oportunidades, a banalização da informação também se faz presente. A velocidade do acesso é em tempo real, e por consequência, sua empresa pode ser apenas mais uma colocada na mesma cesta com inúmeras outras que não são referências positivas e acabar passando despercebida ou mesmo ser depreciada por uma imagem que não reflete o seu verdadeiro potencial. As empresas têm que se conscientizar e fortalecer o reco
nhecimento positivo através de produção de conteúdos que façam sentido para o seu público alvo através das diversas redes de comunicação, atraindo assim o interesse de formadores de opinião e jornalistas das redações. Enfim, muitos afirmam que a falta de uma boa comunicação destrói qualquer relação, no caso, a relação empresarial com o mercado.

 * Artigo escrito por Leonardo Moura, consultor especializado em finanças, auditoria e controladoria, que atua na estruturação, reestruturação e planejamento empresarial.

Avatar Estrutura de Comunicação

Por

Estrutura de Comunicação

Estratégias Digitais Integradas


Somos especialistas em comunicação digital completa para a sua empresa ter ainda mais valor.


Receba conteúdos especiais

Assine nossa
newsletter

Preencha os campos abaixo